Arena Tour – Porto Alegre/RS

By 14 de dezembro de 2016Esporte, Por ai

Sabe como deixar qualquer amante por esporte, principalmente por futebol feliz? Joga pra dentro de um estádio, rs. Estive em Porto Alegre por uns dias e tinha montado um calendário futebolístico para seguir, incluindo acompanhar a última rodada do brasileirão entre Grêmio x Botafogo e dar aquela moral pro time carioca.

Mas, devido a toda a tragédia com a Chape, o calendário foi alterado e eu não consegui acompanhar nada do programado, mas para não sair no 0x0, fui fazer a visita guiada na Arena do Grêmio e claro, amei.

Já fiz esse tipo de visita em outros estádios e a emoção é sempre a mesma. A arena foi inaugurada em 2012 e hoje ela é a maior arena privada do Brasil.-

Abaixo, imagem retirada do próprio site da Arena Tour com os dias e horários, mas é sempre bom ligar antes, afinal, pode está rolando algum evento e não acontecer.

Fui no início de dezembro/16, os valores devem sofrer alterações, mas neste período a tabela de preços era:

Tour:
Inteira R$32,00 | Meia entrada R$16,00 | Sócio R$15,00 | Combo 4 pessoas R$90,00

Museu:
Inteira R$14,00 | Meia entrada R$7,00 | Sócio R$5,00 | Combo 4 pessoas R$50,00

Combo (tour + museu)
Inteira R$40,00 | Meia entrada R$20,00 | Sócio R$18,00 | Combo 4 pessoas R$140,00

Os instrutores são ótimos, muito educados e no grupo que eu estava, tinha gente de tudo o que é canto do Brasil e de fora também. A visita levou média de 1h20min e o tempo passou voando. Afinal, quem não fica boba igual criança entrando em diversos setores de um puto estádio?

Começamos por onde meus olhos brilham sem igual: cabines de imprensa.

Diferente de todos os estádios, as cabines de imprensa não ficam no alto do estádio, aqui na arena elas ficam bem no centro das arquibancadas e contam com 34 cabines, tanto para TV quanto para rádio. Isso acontece, pela arena ser alta e fechada, diferente do Maracanã por exemplo, que é mais aberto e baixo.

As cabines são divididas, metade ao lado leste (pros meios de comunicação menores) e a outra parte no lado oeste (de onde a foto foi batida), que abriga os maiores veículos de comunicação como: SporTV, Esporte Interativo, Rádio Band, RBSTV e G1 e também os veículos locais: Guíba, Rádio Gaucha, ZH Online…

Logo após descemos alguns níveis e fomos conhecer os camarotes e as cadeiras. Nada muito diferente dos outros estádios, espaço com ar condicionado, comidinha, TVs enormes e acesso a arquibancada. Eles estão no nível 3 e são 136 camarotes. Sendo que tem um premium, onde você pode alugar pra fazer festas de aniversário, casamento o que quiser.
Partiu pra outro lugar que faz meu coração acelerar muito: sala de imprensa. Todos conhecem, onde rolam as coletivas, apresentações. Neste local é possível tirar fotos como se você fosse o novo contratado do Grêmio, por uma bagatela de R$30,00, dá pra dispensar né?
O auditório (sala de imprensa) é enorme, segundo o guia, é a maior de todos os estádios do Brasil. Já fui em cada uma que na TV parecia enorme e na real era um jornalista em cima do outro quase.  Espaço incrível.
Hora de conhecer os vestiários. Eu me lembro do primeiro vestiário que entrei, era bem novinha e foi no antigo Maracanã. Lembro também que eu fiquei tão encantada quanto as crianças que estavam neste dia, achando o máximo tantas banheiras, piscinas, campo para aquecimento. Sem contar a estrutura impecável.
Fechando a zona mista, pra quem não sabe é aquela hora que os jogadores vão ou voltam do túnel e falam rapidamente com os jornalistas.
E pra encerrar o tour com chave de outra e cultivar aquela ansiedade boa, friozinho na barriga: o túnel de acesso ao campo, todos nós perfilados iguais os jogadores.

Confesso que eu sempre me emociono muito em estádios, muitas das vezes até cai uma lágrima, mas disfarço bem, rs. Nestes instantes em que eu estou super empolgada e feliz por conta de um esporte, a presença do meu pai é muito forte e eu amo.
Pronto, em campo! Que alegria boa Brasil. Se eu posso dar um conselho pra vocês, eu falo: façam tudo aquilo que vocês amam, gostam e que dão brilho aos olhos. Experiência é algo único, então cada instante tem que ser vivido como realmente merece. E mais uma vez eu vivi, feliz e como eu gosto, sorrindo de orelha à orelha.
 Espero que tenham gostado e quando tiverem a oportunidade, façam esse tour também, ou em outro estádio na cidade que passarem, conhecimento nunca é muito para ninguém. Deu até vontade fazer outro passeio por São Januário pra cravar a Cruz de Malta aqui no blog também, rs.

Também vou ver se acho as fotos do tour que fiz no Pacaembú em São Paulo, outra experiência fantástica.

Leave a Reply