Série: Prison Break

By 31 de março de 2017Série

Mais uma série pra conta! Confesso a vocês que Prison Break foi uma puta surpresa. Eu que sou acostumada a assistir séries mais de boas, parar para assistir uma que roda dentro de uma prisão com tiros, porradas e bomba? Sim, foi esse meu pensamento, mas resolvi dar uma chance para a indicação que tive.

Novamente, tentarei não dar spoilers, juro! Mas quero dividir aqui no blog os motivos porque eu acho que você deve começar a assistir agora. Porque sou assim, se assisto e gosto, quero que todo mundo assista também. Por exemplo, metade dos meus amigos de trabalho já assistiram, rs.

Pela internet a fora, vimos que Prison Break tem inúmeros erros de continuidade e afins, mas não vou falar disso e nem de coisas técnicas, até porque eu nem sei, rs. Deixemos as chatices de lado.

Michael Scolfield
Toda a série é desenvolvida em cima da genialidade deste homem. Michel tem sempre um plano para tudo e consegue sair brilhantemente de todas as situações com sacadas geniais. E toda essa expertise é sacada logo no início da série por Sarah, que facilmente descobriu que seu QI era muito acima da média dos outros presos. Suas ações na maioria das vezes nunca são previsíveis e o ar de mistério que ele passa, nos prende a cada episódio.  Sem contar que é um gato o Wentwhort Miller, que também já fez Resident Evil, The Flash entre outros.

Vida na prisão
A série se inicia em Fox River, uma penitenciaria de segurança máximo que não contava com nenhuma fuga. Michael escolheu ir parar lá depois de um assalto e nessa mesma penitenciaria está o seu irmão Lincoln, esperando o dia da sua execução. O objetivo dele é claro desde sua chegada: fugir dali e de quebra levar o seu irmão. Para isso, ele estuda todos os detalhes e rotina da cadeia e para o ajudar nessa missão, ele se envolve com presidiários perigosos.
Ah, eu li que em alguns países a série foi proibida em algumas localidades por ser muito realista, já que foi considerada educativa para presidiário.

Tem na Netflix
Quer incentivo maior que esse pra começar a assistir agora? São 4 temporadas com 80 episódios no total e em abril/17, será lançada a quinta temporada na FOX. Caso não tenha, tenho certeza que vai ser bem fácil achar na internet. Eu particularmente não tenho mais paciência pra séries tão grandes, como Greys Anatomy, por exemplo.

Conspiração
Adoro teorias da conspiração em qualquer tipo de filme ou série. Lincoln, que é irmão de Michael está na fila da execução mas insiste que armaram para cima dele e que ele não foi responsável pelo crime que o levou para atrás das grades. E durante a série esse mistério vai sendo revelado e a gente descobre que o buraco é bem embaixo. Ele está envolvido em jogos políticos, departamentos secretos, vou parar por aqui. Essas descobertas dão um gás bizarro a série.

Romance
Como em toda história, temos um casal fofo. Michael se apaixona pela filha do governador, a médica Sarah Tancredi que trabalha na prisão. No começo, seu interesse é apenas para que ela sirva de ponta na sua fuga. Depois ele se rende e fica mal coitado, por envolve-la no seu plano de fuga. O romance deles é bem simples, meio sem sal, como preferir. O envolvimento vai crescendo aos poucos, você fica torcendo para eles se beijarem por uma temporada inteira quase. Com o tempo, se torna algo tão grande que é impossível imaginar como seria um sem o outro.

Vilões
O que não falta na série são vilões e tem de todos os estilos, tem psicopatas, mafiosos e o melhor é que a lista de vilões contra Michael e Lincoln aumenta a cada episódio. Quando você pensa: caraca, esse é o pior de todos, vai e aparece um que é pior ainda. O lance é: não confie em nada e em ninguém.

T-Bag
Falando em vilões, vamos ao meu preferido, ou melhor, o que eu mais odeio, que acabou se tornando o meu preferido entre os que eu não gosto, rs. T-Bag é um assassino cruel, psicopata, quando você achar que chegou o seu fim, ele vai ressurgir mais forte ainda, afff. Mas ele é bem carismático, em algum poucos momentos, você até chega se simpatizar por ele. Durante a série você constrói uma relação de amor e ódio com ele, vc odeia, sente pena…

Fernando Sucre
Ah, vou falar agora do meu preferido de verdade: Sucre. Ele é um fofo, primeiro amigo leal de Michael na cadeia. Ele entra no plano de fuga para reencontrar sua namorada Maricruz que está grávida e prestes a casar com outro. Ele é muito carismático, responsável por momentos engraçados na série, que até aliviam um pouco a tensão da série.

Tensão
E falando em tensão… Prison Break é tensão em todos os episódios, impossível assistir um apenas por dia, você sempre quer mais e mais. Pra mim, a terceira foi a mais tensa, assisti em 2 dias, rs. Por isso é bom acompanhar série que você pode maratonar, sem esperar um novo episódio ser lançado na semana seguinte.

Join the discussion One Comment

  • Thayani Alves disse:

    Amo prison break, confesso que quando eu terminei a 4º temporada eu chorei e não foi pouco, mas logo depois fiquei feliz em saber que teria a 5º temporada.
    Agora estou tentando acompanhar a 5° temporada toda terça. <3 hahaha
    beijos

Leave a Reply